quinta-feira, março 27, 2014

Bastidores Fanzine #3


No princípio era o fanzine. É assim que pode começar a aventura de Filipa Pontes, uma portuguesa que decidiu viajar até Moçambique para aí dar à luz o fanzine Bastidores com mais alguns ilustres nomes da arte contemporânea moçambicana.

Este é terceiro número do fanzine Bastidores e tem como tema "Moçambiques: uma sociedade, várias realidades" onde Filipa Pontes e Nuno Fulane convidam mais de 40 artistas entre eles escritores, poetas, artistas, antropólogos e sociólogos para colaborarem nesta experiência fanzineira ainda a dar os primeiros passos em Moçambique.

Da lista de participantes deste fanzine podemos destacar o escultor Butcheca, os pintores Gemuce e Muzilene, o escritor mais conhecido de Moçambique Mia Couto e Alejandro Levacov, um argentino designer/ilustrado e também membro fundador do Bastidores.

O lançamento deste terceiro fanzine foi no passado dia 12 de Março, e assinalou-se mais um importante dia no calendário fanzineiro moçambicano. Ficamos assim à espera de mais surpresas agradáveis como esta que chegou à fanzineteca.



Bastidores Fanzine #3
Editor: Filipa Pontes e Nuno Fulane
Conteúdo: Textos e ilustraçoes
Formato: A5 (34 pág.)
Data de edição: 2014
Local: Moçambique
Contacto: bastidoresfanzine.mz[at]gmail.com

domingo, março 23, 2014

s/t

Mais um fanzine da chancela de Eduardo Pécurto (autor de Religious Vomit and others e 3 ou 31).

Um lote de boas ilustrações para esta publicação sem título que foi especialmente criada para ser apresentado no evento Derrube I (Coimbra) organizado pela Prisma (http://prisma-assoc.info).



s/t
Editor : Eduardo Pécurto
Conteúdo : Ilustração
Formato : A6 (6 pág. p/b)
Data da edição : 2014
Local : Portugal
Contacto : eduardopecurto[at]gmail[.]com

quinta-feira, março 20, 2014

Voltamos dentro de momentos...


Os que nos visitam já devem ter reparado que a Fanzineteca tem estado pouco activa, ou como diria o outro em águas de bacalhau. Esta paragem deve-se ao facto de o local onde estava albergado a Fanzineteca estar fechado.

O colectivo deste projecto continuará a trabalhar virtualmente com a divulgação de novos fanzines que cheguem à nossa caixa de correio, mas também já está a trabalhar para que a Fanzineteca volte a ver a luz do dia. Entretanto também nos podem seguir na página de facebook seguido o link.

Assim sendo pedimos desculpas pelo incomodo, e voltaremos a transmitir assim que possível.